Histórico dos contratos de locação.

O contrato de locação é um tipo de contrato onde uma pessoa (locador) cede o direito de usufruto de um bem a outra pessoa (locatário) em troca de uma remuneração.

No Brasil devido ao déficit habitacional os contratos de locação são bastante comuns.

Apesar de tratarmos de forma simples sobre este tipo de contrato e visaremos muito mais o aspecto da garantia seguro fiança, não podemos esquecer que existem uma grande quantidade de direitos envolvidos nesse negócios jurídico.

 

Da garantia da locação.

Em todo negócio sempre se tem dois pontos de vistas e obviamente na locação isso também ocorre.

Vamos começar olhando o ponto de vista do locador, ele pode ser considerado um investidor que empregou seus recursos na compra de um bem imóvel de onde ele pretende receber frutos através de aluguéis.

A expectativa do locador:

  • Entregar o bem em perfeitas condições.
  • Receber os aluguéis em dia.
  • Ao final da locação receber o imóvel da mesma forma que foi entregue.

Por outro lado o locatário procura um imóvel para morar, pois este muito provavelmente não teve condições de adquirir um imóvel, não quer comprar um imóvel naquela localidade (por questões de trabalho) ou entende que comprar um imóvel não é um bom investimento.

A expectativa do locatário;

  • Receber um imóvel em boas condições e habitável.
  • Pagar um preço justo pelo aluguel e nada mais do que foi acordado ou que a lei impute como sua responsabilidade.
  • Ao devolver o bem que não lhe seja cobrado entregar o imóvel em melhores condições do que recebeu.

Precisa simular um seguro fiança?

Clique abaixo na chave e simule seu seguro fiança.

O Impasse nos contratos de locação

A partir de agora começam a surgir os impasses para o fechamento desse negócio, pelos seguintes motivos:

O locador geralmente investe uma quantia vultuosa em seu imóvel e para fechar tal negócio quer uma garantia que possa arcar com as despesas que ele possa vir a ter com esse negócio.

A legislação brasileira protege a instituição da "família" o que quero dizer com isso é que entre o recebimento do aluguel pelo locador e o despejo de uma família e a consequente falta de moradia o judiciário protege a família, tornando assim os processos de despejo além de custosos também morosos.

Por outro lado o locatário que geralmente tem um bom potencial de pagamento no momento do fechamento do contrato se sente até humilhado por ter que apresentar alguma garantia.

E quando este tem que pedir que alguém seja seu fiador ele sabe que esse é o pior pedido que se pode fazer a qualquer pessoa, é constrangedor tanto para quem pede como para quem foi solicitado e não raras vezes o não e encarado como uma falta de consideração e muitas amizades acabam se desfazendo por isso.

As soluções para os contratos de locação

Tendo em vista os problemas apontados no tópico anterior fica somente a pergunta:

O que fazer? Como resolver isso?

De longa data algumas soluções foram aparecendo tais como:

  • Fidor de Aluguel
  • Depósito
  • Titulo de Capitalização
  • Seguro Fiança

O último será tema de nossa discussão.

Seguro Fiança como funciona?

Tendo em vista a total a dificuldade de encontrar um fiador atualmente as seguradoras encontraram um mercado potencial para entregar soluções.

Porém por ser um produto novo algumas seguradoras tiveram prejuízo com esse produto e chegaram até mesmo a suspender sua comercialização caso do seguro fiança da porto seguro.

Mas com a melhoria dos processos esta  mesma seguradora voltou novamente ao mercado de forma bem agressiva.

O funcionamento do seguro fiança é bem simples, em termos gerais a seguradora substitui o papel do fiador no papel da locação e nesse quesito as duas partes tanto locador quanto locatário tem vantagens.

  • O locador passa a ter uma seguradora forte garantindo o cumprimento do contrato.
  • O locatário não depende de ficar implorando favores para nenhuma outra pessoa ele mesmo compra seu fiador.

Bom acredito que daqui para frente vamos ter bastante dúvidas e vou tentar responde-las sob a forma de perguntas e respostas.

O que preciso para contratar um seguro fiança?

Todo seguro somente pode ser feito por um corretor de seguros, nós por exemplo somos uma corretora especializada nesse nicho.

Basicamente os documentos que o corretor irá lhe solicitar para fazer sua análise são:

  • Cópia de seus documentos pessoais
  • Comprovação de rendimentos (só é permitido comprometer 30% da sua renda com aluguel e demais despesas)
  • Comprovante de endereço e os motivos da locação.
Quanto tempo leva essa análise?

Essa análise já foi muito demorada, mas hoje em dia ela é feita praticamente online, assim que voce manda a documentação e ele envia para a seguradora a resposta na maioria das vezes já sai no mesmo instante.

Qual o valor do seguro fiança?

Por nossa experiência a média desses seguros para contratos residenciais fica em torno de 8 a 10% do valor garantido.

Ex; Locação com valor de aluguel + condomínio no valo de R$ 2.000,00 o seguro ficaria em torno de R$ 160 a R$ 200 por mês.

O que faz ele ter essa variação e o grau de endividamento do cliente e seu SCORE que é uma medida utilizada no setor financeiro para analisar o perfil de pagamento do cliente.

Bom dia, moramos de aluguel a 2 anos e meio com seguro fiança pago certinho, mas agora devido a situação que estamos passando vou ficar com dificuldades de arcar com as contas devido a empresa estar fechada e colocaram nós de férias e com pagamento apenas dia 30/04, se eu não pagar o que ocorre conosco?

Bom como citamos acima o seguro fiança ele simplesmente substitui o fiador, ele não substitui voces no pagamento da dívida.

O que irá ocorrer é que se o seguro for acionado ele ira pagar o aluguel para o proprietário ou imobiliária e depois irá cobrar esse valor de você.

Gostaria de locar um imóvel no valor de r$ 1250 de aluguel, qual seria o valor do seguro fiança nesse caso? Qual seria o período de cobertura? E como esse valor seria pago, eu teria restituição deste valor no final do contrato? Qual a vantagem da seguradora ao fazer esse contrato?

O valor do seguro ficaria em torno de 8 a 10% o valor garantido nesse caso se o aluguel já estiver o condominio o seguro ficaria entre 100 e R$ 125.

O período coberto é por todo o  contrato geralmente 30 meses para contratos residenciais, as apólices a parti de 2020 passaram a vigorar por todo o contrato.

A forma de pagamento pode ser de 1 a 30x sem juros o que facilita bastante, se voce pagar o seguro a vista em caso de cancelamento voce tem direito a restituição proporcional.

A seguradora como em qualquer seguro trabalha com o risco, pois se voce não pagar o aluguel ela terá que pagar e esperar que voce pague ela, por outro lado se tudo correr bem ela recebe o valor do prêmio.

Fazendo uma analogia com seguro de carro se voce não bate o carro a seguradora fica com o valor do prêmio.

 

 

Sou proprietário e meu imóvel esta alugado por seguro fiança, em quanto tempo sou indenizado no caso de atraso.

Boa pergunta.

A seguradora espera o prazo de 2 alugueis vencidos para iniciar a cobrança e começar a efetuar os pagamentos.

Qual o motivo de 2 alugueis? Porque existe um volume muito alto de inquilinos com apenas 01 mês de atraso e se a indenização fosse a partir do 1º dia de atraso o volume de sinistros seria muito alto, além de que muitos desses que estão somente com 01 mês de atraso acabam pagando dentro do próprio mês,

O que a seguradora irá me pagar no caso de atraso?

Cada apólice tem suas cláusulas que são determinadas em comum acordo entre locador e locatário, assim a cobertura sera conforme o que foi contratado na apólice.